quinta-feira, 2 de maio de 2019

César Veras e o tempo de corrupção na UVC

O ex-presidente da União dos Vereadores do Ceará - UVC,  César Veras, deixou um legado de incompetência enquanto esteve na condução da entidade. Pois foi durante seu mandato que a UVC apareceu na imprensa cearense da pior forma possível: por escândalo de corrupção, cometido pelo braço direito do presidente, a secretaria Rosa Ribeiro, que foi presa por conceder declarações falsas para beneficiar vereadores. E como bem disse a matéria do Ceará News  "esse simples trabalho virou um oceano de corrupção".

O vice-presidente da UVC, empossado, Antônio Bastos (Toin Abençoado), de Umirim, tem razão ao dizer que  "A UVC se divide em dois momentos: antes e depois de César Veras". Antes dele, a entidade não era vista com o estigma da corrupção, agora, sim, graças ao seu grande trabalho de  negligência e incompetência, que mesmo não tendo sido indiciado, deixou a farra acontecer debaixo de suas ventas.

Hoje ele está presidente da Câmara de Vereadores de Camocim. Espera-se que sua incompetência não permita  que o dinheiro do parlamento venha ser usurpado com ocorrera na UVC. 

Carlos Jardel 



Nenhum comentário: