sexta-feira, 12 de abril de 2019

Consórcio de Saúde - Sérgio é obrigado a assinar requerimento de Romeu que pede auditória na gestão da prefeita Monica

Sérgio queria que fosse feita auditória apenas na gestão do prefeito Júnior.

A discussão em torno dos consórcios de saúde, que motivam disputas políticas entre deputados e prefeitos no interior do Estado, converte-se, agora, em uma batalha em torno de requerimentos na Assembleia Legislativa do Ceará. Parlamentares governistas vêm pedindo auditorias em consórcios - que são responsáveis pela administração de policlínicas e Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) - durante gestões ligadas a adversários políticos.

O deputado estadual Sérgio Aguiar (PDT) solicitou uma auditoria da Sesa, do Tribunal de Contas do Ceará (TCE-CE) e da Controladoria e Ouvidoria do Estado no consórcio de Camocim - que atende os municípios de Barroquinha, Camocim, Chaval, Granja e Martinópole - nos anos de 2017 e 2018, período em que o equipamento foi comandado pelo prefeito de Martinópole, Júnior Fontenele (PSD), aliado de Romeu Aldigueri (PDT).

Romeu, por sua vez, protocolou pedido de auditoria, mas estendendo o prazo de 2014 a 2018, o que abrangeria a presidência de Mônica Aguiar (PDT), prefeita de Camocim e esposa de Sérgio Aguiar. O deputado assinou o requerimento de Aldigueri.

As informações são do Jornal Diário do Nordeste. Confira a matéria na integra AQUI.

Alfinetada

A esposa de Sérgio comandou sozinho, de forma isolada, deitando e rolando, por duas vezes, o Consórcio, fez o que fez, e ainda por cima, o deputado pretendia uma auditório apenas na gestão do prefeito de Martinópole.

Para não ficar mais envergonhado ainda na Assembleia, ele foi praticamente obrigado a assinar o requerimento do deputado Romeu, solicitando que a gestão de sua esposa passasse também por uma auditória.

Só pra lembrar, a prefeita Monica já sofreu da Justiça uma condenação de primeiro Grau por corrupção eleitoral. A irmã do deputado que fez parte da gestão do Consórcio na época de Monica, ocupando cargo de Chefia,  responde processo na Justiça Federal por fraude no SUS.

É muita cara de pau do deputado Sérgio!

Em tempo: o requerimento de Sérgio, pedindo auditória, é puro revanchismo! Ele está inconformando de sua esposa ter perdido humilhantemente a presidência do Consórcio para a preita de Granja, Amanda Aldigueri.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: