terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Legislativo aprova denominação do memorial da Câmara Municipal de Camocim

Nesta sexta-feira (30), os parlamentares do Poder Legislativo Municipal aprovaram por unanimidade, durante Sessão Ordinária, o Projeto de Lei nº 004/2018 de autoria da Vereadora Lúcia Sousa Melo Freitas, que dispõe sobre a Denominação do Memorial da Câmara Municipal de Camocim, cujo homenageado será o Ex-vereador Sr. Kleber Pessoa Navarro Veras, que exerceu a vereança no mandato dos anos de 1955 a 1958. Nascido no ano de 1935 e falecido em 1970, sendo natural da cidade de Camocim-CE, filho de Joaquim Rocha Veras e Beatriz Pessoa Navarro Veras, onde exercia a profissão de comerciante.

A criação do Memorial foi iniciativa do Presidente da Câmara Municipal de Camocim Vereador Kleber Veras, que tem por objetivo o resgate e à valorização do patrimônio histórico-cultural, criando um acervo iconográfico, cartográfico, audiovisual, documental obtido através de doações, achados e legados. Propagando a cultura e a história do legislativo de Camocim, recuperando, divulgando e disponibilizando o conhecimento amplo e irrestrito à comunidade camocinense, através de seu acervo e de suas atividades educacionais como realização de visitas guiadas, intercâmbio com escolas ou instituições, e o público em geral.

Segundo o Presidente Kleber Veras, “Em breve será a inauguração do Memorial do Legislativo que será um espaço em que a população vai encontrar a história dos que lutaram pelo desenvolvimento de Camocim. O que esperamos, é que os próximos presidentes, possam valorizar este espaço, que vai contar também um pouco da história de nossa Estrada de Ferro, do nosso Porto, e das figuras importantes de nosso querido Camocim, além de contarmos com uma biblioteca, com obras em geral e em especial livros publicados por camocinenses, e escritores que não são de Camocim, mas escreveram falando de nosso município. Vai ser um espaço a mais, para a população de Camocim conhecer a sua história, principalmente para os alunos da rede pública e privada de ensino”.

Nenhum comentário: