quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Camocim - trasporte escolar paralisa por falta de pagamento e prejudica alunos

Foto meramente ilustrativa
"Conversando com jovens da localidade  Flamenga do Gregório, em Camocim, soube pelos próprios que o transporte escolar daquela região, a partir de hoje (ontem), 06 de novembro, não mais estará disponível aos alunos que lá residem.

A informação foi dada aos jovens pelo próprio motorista do transporte, que afirma deixar de prestar o serviço por conta do atraso de 2 (dois) meses de salários por parte da prefeitura.

Quem perde com isso? Além do motorista, sem salário, os jovens camocinenses, claro, que deixam de ter acesso a mais um serviço de qualidade e, portanto, não frequentarão a escola. 


O  Revista Camocim no dia 02 de novembro publicou AQUI a informação de que os salários dos motoristas do transporte escolar estavam em atraso. 

Ontem, dia 06, após a publicação do Valdir Júnior, um dos motoristas, em contato com o blog,  confirmou o atraso de quase dois meses e disse que não existe, por parte da prefeitura, explicações e nem previsão de regularização do problema.

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: