segunda-feira, 11 de junho de 2018

Burlando a Justiça: seleção da UPA de Camocim - enteada da prefeita, filha do deputado, é classificada para farmacêutica e enfermeira.

Como se não bastasse o absurdo que foi a seleção pública para UPA 24h de Camocim, através do Instituto de Gestão e Cidadania - IGC, contratado pela prefeitura de Camocim - sabe-se lá de qual forma - para burlar a decisão da Justiça e a orientação do Ministério Público, que proibiu a prefeita Monica de realizar contratos temporárias, o absurdo dos absurdos foi o resultado divulgado no site do IGC, em que a enteada da prefeita, filha do deputado Sérgio Aguiar, aparece classificada no resultado final para  Enfermeira, em terceiro lugar, e Farmacêutica  em segundo lugar. 

Pergunta que não quer calar: ela irá ocupar as duas funções e tirar a oportunidade de outros candidatos? Isso pode, Arnaldo?

Lembrando: nem sempre o que é legal é descente, o que as vezes é legal é também imoral! 

O caso consegue ser mais espantoso ainda da seguinte forma: se o Município tem carência de enfermeiros, porque então a prefeita não disponibilizou estas vagas no concurso público? 

O mais curioso é que a prefeita ainda não efetivou os candidatos aprovados e os classificáveis do seu fajuto concurso, porém tem contratado ilegalmente seus cabos eleitorais "a granel", na cara dos promotores  e dos juízes de Camocim, que não conseguem fazer nada para barrar estes desmandos.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: