sexta-feira, 19 de maio de 2017

ALA DO PSDB APOSTA EM TASSO COMO CANDIDATO EM CASO DE ELEIÇÃO INDIRETA

Em meio à pressão pela renúncia de Michel Temer (PMDB), cresce entre tucanos simpatia pelo nome do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) como possível sucessor do presidente no caso de uma eleição indireta.

A informação é da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, que revela articulação de ala do PSDB pela indicação de Tasso. Segundo o jornal, a tese tem simpatia inclusive entre nomes da oposição, especial de que, pela lei atual, só pessoas com filiação partidária e descompatibilizada de cargos públicos há pelo menos seis meses poderiam disputar.

Outro nome cotado, aponta a coluna, seria o do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). O parlamentar, no entanto, sobre rejeição de alguns grupos por ser alvo de inquéritos na Lava Jato, podendo deixar a linha sucessória caso venha a se tornar réu nos processos. Tasso, por outro lado, não é citado nas investigações.

Outro argumento que beneficia o tucano é que, atualmente, ele preside Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. Indicação do empresário, portanto, representaria sinal de continuidade das reformas econômicas – previdenciária e trabalhista – propostas pela gestão Michel Temer.

“Cautela”

Na tarde desta quinta-feira, ministros e aliados próximos de Temer se reuniram diversas vezes em Brasília, na antessala do gabinete presidencial, para ouvir grampos da delação de Joesley Batista, um dos donos da JBS. Por enquanto, a opção geral entre aliados tem sido pela “cautela”, aguardando novos desdobramentos do caso.

Blog de politica O POVO

Nenhum comentário: