quinta-feira, 13 de abril de 2017

O LAVA PÉS E FALTA DO SEU SENTIDO REAL.

A missa do "lava pés", que dá início ao tríduo pascal, deveria ter, pelo menos, seu significado mais explicito. Já que a comunidade presente no templo, boa parte, atenta apenas para o seguimento cego do preceito religioso do que para a sua real intenção. E boa parte de alguns de nossos ministros ordenados, em suas homilias, acabam se perdendo e distanciando do povo, ainda mais, a verdadeira intenção de Jesus. Ao contrário do que muitos dos nossos sacerdotes envaidecidos pregam, com falsa autoridade: "Lavar os pés dos discípulos e partir o pão", absolutamente, não marcou o momento da instituição do catolicismo e muito menos uma solenidade que venha privilegiar e exaltar exclusivamente a figura do padre. Foi a instituição lógica da condição única para TODOS que pretendem seguir o Mestre... 

"Servir  e partilhar".

Ora, com todo respeito que devo e tenho, mas, os luxuosos padres (nem todos), na prática, passam bem longe da verdade bíblica e do que realmente ela implica na vida de servo. Os nossos sacerdotes precisam se absterem dos sermões que os colocam como referenciais guardiões do sagrado. Principalmente quando sua prática pastoral sacerdotal nem de longe lembra Jesus.

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: