quarta-feira, 26 de abril de 2017

LEGISLATIVO MUNICIPAL DE CHAVAL NEGA PEDIDO PARA TRANSMITIR SESSÕES VIA INTERNET

A vereadora Patrice Brito (PSB), apresentou na Câmara Municipal de Chaval o requerimento Nº 041/2017, em que solicita a transmissão das sessões da Casa via internet. A decisão, que visa atender ao pedido da própria população, foi negada pela maioria dos parlamentares da cidade, que votaram contra à solicitação.

No texto do documento, Patrice pediu que fosse criada e gerenciada uma página na internet capaz de transmitir online as sessões da Câmara, a fim de prestar acesso e maior transparência aos moradores de Chaval sobre os assuntos discutidos em plenária. Contudo, a decisão de alguns vereadores em votar contra, revela o descompromisso com a cidadania e o direito à informação.

A equipe do PC conversou com Patrice, que informou que os vereadores de situação Onofre Magalhães Gomes (PDT), Maria Claudete Pinto (PDT), Francisco Xavier Júnior (PRB), Fernanda Gomes (PSB) e Ricardo Antônio Teixeira (PRB) chegaram a assinar o requerimento. Porém, antes da votação, foram persuadidos pelo presidente da Câmara, Francisco das Chagas Lima Araújo, a votarem contra o pedido.

Ainda segundo a vereadora, o presidente da Câmara tentou desconversar após a votação, pedindo para que ela apresentasse o requerimento em outra sessão. Patrice já repassou a situação ao seu advogado que cuidará do caso.



Alfinetada

Chaval começou com sua vida politica administrativa bagunçada pra "dedel", tanto no Executivo como no Legislativo.

O prefeito sebastiãozinho fez uma seleção pública para contratar servidores  e anulou, sob pressão da sua própria bancada de vereadores aliados - isso já foi o cumulo da burrice politica - . A oposição questionou  na justiça o ato de anulação e ganhou em Primeira Instância. Depois, a Segunda Instância da Justiça desfez o que a Primeira fez, sendo que a questão anda rolando nos tribunais.  

Agora, pra engrossar o rol de atrapalhadas - pra não dizer outra coisa -, o legislativo foge da modernidade e da transparência pública...

Quem sai perdendo com tudo isso? O p o v o !

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: