segunda-feira, 13 de março de 2017

CAMOCIM - ESTUDANTES RECLAMAM DE CONDIÇÕES PRECÁRIAS DO TRANSPORTE UNIVERSITÁRIO PARA SOBRAL

Ônibus alugado para transporte de universitários na época de campanha eleitoral só durou 2 meses.


De acordo com informações de universitários, repassadas ao Revista Camocim, apenas um micro-ônibus, estaria fazendo o transporte de dezenas de alunos universitários para Sobral, e que o mesmo estaria com lotação extrapolada,com muitos alunos viajando em pé durante o percurso de ida e volta. Outros universitários estariam sem frequentar as aulas devido a falta de vagas no transporte. Além disso, acentos não possuem sinto de segurança, descumprindo Lei Federal e colocando em risco a integridade física dos passageiros. 

Nas redes sociais, os alunos debatem a questão e cobram providencias do governo Municipal. 


"Fico muito feliz em saber que meu colega Gabriel Belchior, depois de conversar com alunos do CCH-UVA, dirigiu-se nesta manhã até a Prefeitura Municipal de Camocim para tentar, em contato com os "responsáveis", obter algumas informações e também repassar algumas informações a respeito do que tem havido com os usuários do serviço de transporte universitário prestado pela SME à dezenas de estudantes que cursam diariamente em Sobral-CE, sobretudo enfatizando a condição dos alunos da Universidade Estadual Vale do Acaraú - desde CCH ao CIDAO - já que nós estamos em uma situação, no mínimo, mais delicada. 

Gostaria de deixar clara a minha satisfação ao saber que, segundo o sujeito que o atendeu, o que importa é ter ônibus. 

Quem precisa de boas condições de viagem? Ora, realmente, para as DUAS GESTANTES que usam o "nosso" ônibus, conforto é realmente algo dispensável, como são também dispensáveis os CINTOS DE SEGURANÇA QUE NOSSO ÔNIBUS NÃO TEM, além das ruins condições de higiene do mesmo e das "curiosas" infiltrações de água durante as chuvas, que acontecem mesmo com as janelas fechadas. Isso sem levar em conta que o ônibus é infantil e que as pessoas mais altas sofrem bastante com o desconforto das viagens que passam de cansativas à tortuosas. 

Mas o que importa é ter ônibus, segundo o "funcionário" responsável pelos transportes na SME.

É inaceitável que se use como justificativa para a prestação deste serviço o fato de outros municípios da região norte do estado, como em todo o Brasil, usarem o mesmo tipo ônibus para tal, e por isso alegar que não deveríamos reclamar, pois ruim com ele e pior sem ele. A Prefeitura Municipal de Camocim precisa valorizar àqueles que estão buscando lá fora o que a sua cidade não lhes oferece em termos de formação profissional e acadêmica, àqueles que serão os futuros profissionais da saúde, da educação e das mais diversas áreas do funcionalismo público. São pessoas, acima de tudo, que merece condições mais dignas e melhores administradores, que não sejam incompetentes a ponto de se darem a cara de pau de afirmarem o errado como certo apenas em troca do que lhes apetecem. O sentimento é de indignação e vergonha, sobretudo ocasionado por toda a pompa e circunstância que foi utilizada PERTINHO DA ELEIÇÃO DO ANO PASSADO para entregar um "novo ônibus" para nós - que durou apenas dois meses - e ainda com os mundos e fundos que foram gastos nas festas públicas e em outros espaços para lá de questionáveis. Dentre tantas coisas questionáveis que acontecem sob os nossos narizes, a certeza irrefutável está na clareza das nossas condições ruins de viagem e na necessidade que temos de ser ouvidos e atendidos, por pessoas competentes e cientes, e não por simulacros de agentes públicos dotados de nenhuma competência e sensibilidade com o próximo".

Nenhum comentário: