quarta-feira, 5 de outubro de 2016

QUATRO ESCOLAS DO CEARÁ ENTRE AS 10 MELHORES DO PAÍS NO ENEM 2015

Menos de duas semanas após o Governo Federal anunciar uma controversa Medida Provisória sobre reforma do ensino médio, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou ontem os resultados por escola do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015. O Ceará ocupou posição de destaque com quatro escolas — todas particulares — entre as dez melhores médias do País.
 
As sedes Mario Mamede e Major Facundo do Colégio Ari de Sá (3º e 4º, respectivamente), o Pré-Universitário Christus (7º) e o Colégio de Aplicação Farias Brito (8º) são os cearenses entre as dez melhores. Duas escolas paulistanas ocuparam as primeiras posições. A liderança foi do Colégio Integrado Objetivo seguido pelo Colégio Etapa III.

“Somos o 3º e o 4º do País. Isso foi inédito. É fruto de um trabalho de muitos anos. Uma questão fundamental é a leitura. Quem lê muito redige bem, interpreta bem. Começa já na adolescência a adquirir conhecimentos gerais e isso tudo pro Enem é uma beleza”, explica e comemora Oto de Sá Cavalcante, proprietário do Ari de Sá. O POVO tentou contato com representantes dos colégios Christus e Farias Brito, mas não obteve resposta.

Para o cálculo, O POVO levou em conta as médias das quatro áreas do conhecimento da parte objetiva do exame: linguagens, matemática, ciências humanas e ciências da natureza. No total, o Inep disponibilizou dados de 14.998 escolas de todo o Brasil.

O Inep avalia uma série de critérios como porte da escola, indicador de formação docente e nível sócio-econômico dos alunos, recomendando que essas variáveis sejam levadas em conta. Um dado relevante é que seis das dez primeiras colocadas são categorizadas com nível sócio-econômico alto ou muito alto. Não são fornecidas informações desse critério nas quatro escolas restantes.

Outro fator que pode interferir no resultado é o número de alunos da escola que fizeram o Enem. Nenhuma das quatro escolas cearenses entre as dez melhores do País teve mais de 60 alunos participando da prova, embora sejam organizações de grande porte. A Escola Estadual Adauto Bezerra, por exemplo, que é pública, teve 551 estudantes na prova.

Dentre as escolas públicas, apenas uma cearense figura entre as 20 melhores do Ceará. O Colégio Militar de Fortaleza é o 16º do Estado. Quando se leva em conta apenas as públicas, o Colégio Militar é o 22º do Brasil. Na sequência, aparecem outras duas escolas que exigem teste para admissão: os colégios da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

“Buscamos fazer esse concurso para selecionar o ingresso. O colégio está inserido no sistema buscando resultados a níveis nacionais e internacionais. Nossos alunos estão em olimpíadas de química, tivemos destaque na olimpíada ibero-americana, na parte de física, matemática”, comenta o coronel Allemany dos Santos, comandante e diretor de ensino do Colégio Militar de Fortaleza.

A escola Alan Pinho Tabosa (escola profissionalizante de tempo integral em Pentecoste) e o colégio Justiniano de Serpa, na Capital, completam a lista das cinco melhores de acordo com o levantamento. 

O Povo

Nenhum comentário: