segunda-feira, 23 de maio de 2016

REBELIÃO NO PRESÍDO DE CAMOCIM: A CULPA NÃO É DOS PRESIDIÁRIOS.

A culpa é do Governo do Estado.
Autoridades locais também tem culpa!

A situação insustentável foi informada antecipadamente a todos os órgãos que organizam a Segurança Pública no Estado. Além disso, a justiça local e o Ministério Público também foram avisados. Por tanto, estes, igualmente, tem sua parcela de culpa.  Todos foram informados, inclusive a população. O cenário foi amplamente desenhado passo a passo, se agravando com a greve dos Agentes Penitenciários, na última sexta-feira. 

Ressaltamos que os Agentes Penitenciários precisam de condições dignas de trabalho. E aqui em Camocim, assim como em todo o Estado, isso não tem sido ofertado por parte do Governo. Por isso, é justa a reivindicação da categoria. 

Ocorre que, no nosso caso,  "ninguém" fez nada! E se fez, fez pouco e sem muito efeito.

Parece que todos estavam esperando o pior acontecer. Mas, graças a Deus, o pior não foi tão pior ainda, mas pode ser. 

Agora, tentam incriminar quem menos tem culpa nesta situação, que são os presidiários (e não estou defendendo bandidos).

E quem vai punir o Estado? Quem vai espancar o Estado inoperante?  Quem pune a Justiça quando a mesma não consegue atuar conforme a necessidade da sociedade? 

Não é justo que a inoperância do Sistema Carcerário, assim como toda a precária politica de segurança pública possa quebrar literalmente apenas nos "lombos" dos presidiários e de seus familiares, que sofrem com toda esta situação.

Nisto tudo, Considerando os exageros, tem que se pensar na situação dos profissionais da segurança pública, pais de famílias que labutam numa profissão de Risco. Mas também tem que se pensar nas familia dos detentos, e dos próprios detentos,  que também sofrem as amarguras de um sistema injusto e desumano. 

Os detentos, que não são santos, e devem pagar por seus crimes, não podem ser tratados em desacordo com a Lei. Merecem o devido respeito constitucional. O cárcere  não pode ser um depósito entupido de pessoas e muito menos um lugar de tortura ou de vingança social. Apesar de ser utópico, o Presidio tem que ser o espaço de ressocialização de todo e qualquer individuo.  Como isso vai acontecer?  Não sabemos ainda. Mas é uma pergunta que, pelo menos, deve provocar a sociedade organizada. 

Mantemos a máxima inicial, reafirmando que o Governo do Estado com toda sua estrutura politica é sim o grande culpado.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: