De saída do PDT, deputados têm reunião nesta quarta (22) com presidentes de partido em Brasília - Revista Camocim

Clique na imagem e fale com a gente

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Clique na imagem e conheça nossos produtos e ofertas

Financiamento a partir de R$160 mil.Venha conversar com a gente. Clique na imagem.


Em Camocim, hospede-se nos hotéis Ilha Park e Ilha Praia Hotel. Clique na imagem e faça sua reserva




quarta-feira, 22 de novembro de 2023

De saída do PDT, deputados têm reunião nesta quarta (22) com presidentes de partido em Brasília



De malas prontas para deixar o PDT Ceará, deputados federais e estaduais estarão reunidos com presidentes de partidos, nesta quarta-feira (22), em Brasília, para tratar do futuro. A informação é do senador Cid Gomes (PDT).


À imprensa, o ex-governador preferiu não dizer quais partidos seriam esses. No entanto, indicou que a meta é que o grupo já esteja acomodado em outra legenda até o dia 4 de dezembro.


"Eu vou evitar dizer nomes porque acho que não é elegante. E temos uma data que, pelo meu gosto, é uma data limite para resolvermos o nosso futuro, que é o dia 4 de dezembro. Se Deus quiser, vamos ter as condições de decidirmos qual será o nosso caminho no dia 4 de dezembro", disse.


Grupo no PT?


Cid declarou que enviou pedido para se reunir com o presidente Lula e aguarda resposta. Questionado sobre o convite, que teve como emissário o ministro da Educação, Camilo Santana (PT), respondeu que não é uma decisão isolada, e sim de grupo.


"Não vai ser a minha decisão, será uma decisão coletiva. Então ao longo pra tomar essa decisão, nós vamos ter que cumprir uma série de etapas", adiantou.


O senador jantou com deputados federais em Brasília na noite dessa terça-feira (21).


União


O senador também foi questionado sobre a possibilidade de filiações do grupo em partidos diferentes, pela existência de realidades distintas em municípios do Interior.


Cid, no entanto, defendeu que parlamentares e prefeitos desembarquem em apenas uma legenda. 


"O meu objetivo principal é de que nós todos sigamos o mesmo caminho. E isso é óbvio, política é grupo, política é força, então a gente dividir um grupo enfraquece, não é bom para ninguém", explicou.


Colaborou a repórter Flávia Rabelo


Diário do Nordeste