terça-feira, 14 de abril de 2020

A farsa do bloqueio na entrada de Camocim

O Bloqueio na entrada da cidade de Camocim foi uma farsa tremenda. Na realidade essa ação decretada pela prefeita Monica Aguiar tentou bloquear a capacidade de raciocínio dos camocinenses, a fim de causar a impressão de que a cidade está sendo protegida pelo poder público municipal no que se refere ao covid-19.

Como se não bastasse o afrouxamento no comércio local, cuja aglomeração é o que impera, por falta de fiscalização rigorosa, muitos  veículos de outras cidades conseguiram entrar em Camocim pela porta principal, no feridão de Semana Santa. Outros tantos entram pelas demais vias de acesso, descobertas por essa tal "bloqueio", que funcionou apenas durante o feriado.

Tem  mais: carros de passeios foram vistos, mais uma vez, fazendo travessia na balsa. Trabalhadores da Praia do Maceió também deram conta de veículos de outros estados circulando pela vila.

O tal "bloqueio" hoje não existe. Restou a badalada "Barreira Sanitária", que também "não serve pra nada", pois não cumpre minimamente o que determina o Decreto Municipal, que por sua vez foi criado pela "prefeita sumiço".

Enquanto isso

Apenas a iniciativa privada vem ajudando a matar a fome da população mais pobre, com doações de cestas básicas.  Já a prefeitura, pelo visto, tem se ocupado apenas em entupir  os cofres públicos com recursos enviados pelo estado e governo federal, no estilo "transparência zero".

Carlos Jardel

Nenhum comentário: