terça-feira, 19 de novembro de 2019

Qual é a moral que o vereador Emanoel Vieira tem para falar de traição?

O vereador Emanoel Vieira (Solidariedade), num discurso "sem pé e nem cabeça",  definiu como traidor o  vereador Erasmo Gomes (PSL). Segundo ele, Erasmo, ao se reaproximar politicamente de Chico Vaulino, traiu o deputado Romeu Aldigueri e os vereadores de oposição que ele classificou como "terceira via": Juliano, Júlio César, Oliveira e Ismael.  Seriam esses, na cabeça de Vieira, o grupo independente da oposição a caminhar separado da Tijuca nas eleições municipais do próximo ano.  

Emanoel lembrou também que Erasmo já passou por vários partidos políticos.

O estranho desse discurso não é o conteúdo em si, mas sim, o autor do discurso! Ora, o vereador Emanoel Vieira é um desqualificado para tal função. Sua envergadura politica não é uma das mais exemplares! E tudo o que ele disse sobre Erasmo, recai sobre si, principalmente o "titulo de traidor". Vejamos:

1-  Traiu o vereador Marcos Coelho, quando se elegeu no PSDB, descartando o partido logo após sua eleição. E por falar em troca de partido, ele vive num "pula-pula":  PSDB, PSD, e agora o  Solidariedade.  E, se não me falha a memória, já esteve no PCdoB. 

2 - Traiu escandalosamente o grupo de oposição comando pelo ex-prefeito Chico Vaulino, no episódio "Raparigas do Cabaré". Lembra?

3-  Junto com Mastrolhano e Jeová Vasconcelos, outros triadores, formaram a terceira via e alimentaram, por pouco tempo, uma independência politica, que não se sustentou.

4 - Traiu o deputado Robério Monteiro, com quem se aliou na dita "independência politica". Lembra?

5-  Então, se aliou ao grupo de Sérgio,  depois de ter passado parte de sua juventude na vida pública chamando-o de corrupto publicamente. Lembra?

Neste caso, ao entender que o racha da oposição é do interesse da situação, constata-se, pelo histórico, que o vereador Emanoel Vieira não tem moral pra falar de traição politica com "seu ninguém". Seu discurso na Tribuna da Câmara, detonando o Erasmo, foi de uma hipocrisia gigantesca! 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: