domingo, 9 de junho de 2019

Sem a noção do ridículo, Pacheco grava áudio convocando população para sessão da Câmara.

Qual a moral que tem para falar de maquiagem, máscaras e bem estar da população?


O Paulo Pacheco, principal ficha suja de Chaval, comandante da falida oposição politica e oligarquia que sucateou o município e a máquina pública, gravou mais um de seus ridículos  áudios nas redes socais, convocando a população para marcar presença na Câmara de Vereadores na Sessão Ordinária desta segunda-feira (10),  ocasião em que o Secretário da Saúde, Fernando Falcão,  e o Prefeito Sebastião Sotero, estarão prestando contas com a população - coisa que o Ficha Suja Pacheco nunca fez, apesar das inúmeras oportunidades que teve, e ainda tem, haja visto que o que não lhe falta é tempo e nem tribuna para se pronunciar.  

No áudio, o Ficha Suja o pede para a população ir ouvir o secretário falar da "maquiagem" na Saúde. E diz também que a população "merece respeito", que ele não irá se calar  e que  irá continuar defendendo "o bem estar do povo de Chaval". Ele falou ainda em "desmascarar uma administração que não está acontecendo".

Bom, agora vamos aos destaques  do áudio "apalhaçado" do ex-prefeito , cujo histórico legitima toda e qualquer chacota que uma figura pública possa receber, inclusive o estigma de palhaço sem graça do circo dos horrores.

Respeito?

Qual o respeito que os governos Pacheco tiveram por Chaval?

O líder do grupo da oposição deveria gravar um áudio convocando seu filho, o ex-prefeito Pacheco Neto, para ir também ao Legislativo explicar para a população o que fez com o dinheiro da Saúde em sua gestão. Relembro: no dia 31 de dezembro de 20016, último dia de sua gestão desastrosa, ele fez um empenho e liquidou um montante de mais de R$ 70.000 - setenta mil reais -  para pagar advogados. O problema é que foi um pagamento ilegal. Pois quase todas as contas do município, naquela ocasião, estavam bloqueadas. Menos a da Saúde. Ou seja, Pacheco Neto retirou dinheiro da saúde, de onde não deveria de forma alguma, para pagar advogados. E na mesma ocasião, pra variar, não pagou a folha dos servidores da Saúde, referente ao mês de dezembro.

Maquiagem?

Paulo Pacheco lembra dos R$ 400,000 - quatrocentos mil reais -  destinado para a reforma de postos de saúde de Chaval? Pois sim: deste valor, R$ 68,000 - sessenta e oito mil - teriam que ter sido gastos pelo seu filho, o ex-prefeito Pacheco Neto, com o retelhamento de algumas unidades de saúde, contendo todo o madeiramento - linha, caibros e ripas  - , só que, em três postos de saúde que foram reformados não apareceu nem "mel e nem cabaça", nenhuma linha , nenhuma ripa e muito menos um caibro.

Os dois casos estão sendo investigados pelo Ministério Público.

Se isso não for atos de desrespeito ao povo chavalense, e nem maquilagem, então Paulo Pacheco é digno de ser chamando de "palhaço sem graça do circo dos horrores".

O líder da oposição defende o "bem estar" de quem mesmo?  A única administração que nunca funcionou foi a que ele e seus parentes governaram.

Os Pachecos é quem deveriam ir ao Legislativo prestar contas de suas respectivas gestões.

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: