quinta-feira, 16 de maio de 2019

Erasmo chama "de maconheiros" Apeoc, professores e alunos do IFCE de Camocim que organizaram Greve Geral da Educação

O vereador do PSL de Camocim, Erasmo Gomes, em suas redes sociais, Whtsapp e Facebook, ao tentar diminuir a importância da Greve Geral da Educação, ocorrida ontem, quarta-feira (15/05) em Camocim, bem como  em todo o Brasil , tratou os participantes e organizadores do evento como "maconheiros".

" O pessoal que coordenou o "Ele Não" está tentando usar uma instituição federal em prol de seus interesses de militância, isso coordenado com políticos locais", disse o vereador completando: " não será meia duzia de alunos militantes ou que usam drogas que vão manchar uma instituição".

No grupo Whatsapp de seu domínio, tratando do mesmo assunto, ele disse " agora, meia duzia de maconheiros que se intitulam estudantes universitários, militantes de partido de esquerda, nunca irão manchar a imagem dos verdadeiros estudantes".

A Greve Geral da Educação, no Ceará, foi organizada pelo Sindicato Apeoc, como se pode comprovar AQUI . Em Camocim, a comissão organizadora contou com a participação de professores e estudantes do IFCE e da Escola Estadual de Tempo Integral Deputado Murilo Aguiar (Antigo Liceu). 

Foi um movimento pacifico, realizado em praça pública, que questionou a medida do Governo Bolsonaro que cortou 30% dos recursos da educação.  A movimento foi também contra  a Reforma da Previdência.

Em resposta as declarações, discentes e docentes do IFCE enviaram à Câmara uma Moção de Repúdio ao vereador do PSL, que foi lida na Sessão da Câmara AQUI.

 A Moção  você confere AQUI

Carlos Jardel

Nenhum comentário: