sexta-feira, 3 de maio de 2019

MP precisou orientar gestão fraca de César Veras na UVC, que foi "insuficiente" e deu margens para ocorrer corrupção


A gestão do vereador César Veras enquanto presidente da  União dos Vereadores do Ceará - UVC foi tão fraca que ocasionou em corrupção,chegando ao ponto da Justiça prender uma funcionária que era o "braço direito" do presidente.  Além disso, o Ministério Público formalizou uma Recomendação ao presidente da entidade, depois de ter constatado que "a forma de controle do fluxo de pessoas adotadas pela União dos Vereadores do Ceará era ineficiente e que dava margens para a ocorrência de irregularidades". 

A secretária do presidente da UVC autorizava diárias a vereadores, que não viajavam e ficavam com o dinheiro. Só na Câmara de Capistrano, o rombo é superior a R$ 150 mil. 

Somente depois da Recomendação Ministerial - e que o escândalo da corrupção já estava no meio mundo - foi que o presidente César Veras baixou uma resolução acatando a orientação do MP.

Alfinetada

O César Veras pode até dizer que não estava envolvido no esquema da corrupção, mas não tem como abrir a boca e afirmar que teve uma excelente gestão. 

Veja, abaixo, a Recomendação do MP.






Carlos Jardel

Nenhum comentário: