quarta-feira, 10 de abril de 2019

Eduardo Bismarck denuncia deputado por estar armado na CCJ da Câmara

Deputado federal pelo PDT, o cearense Eduardo Bismarck denunciou colega de Casa durante sessão da CCJ da Câmara. O motivo: segundo o pedetista, o delegado Waldir, do PSL de Goiás, portava uma arma de fogo.

Após a acusação, a sessão do colegiado, que discutia o texto da reforma da Previdência, foi suspensa.

Bismarck, que integra a Comissão de Constituição e Justiça, fotografou Waldir enquanto conversava com outros parlamentares. O pesselista alegou que não usava arma e o volume que aparece na cintura é apenas o coldre.

Em conversa com o Blog Política, Bismarck afirmou que, em meio a confusão que se formou, Waldir teria repassado a arma para um assessor.

A sessão da CCJ foi retomada dez minutos depois.

O artigo 217 do regimento interno veda porte de arma de qualquer natureza nas dependências da Câmara e áreas adjacentes.

O POVO

Nenhum comentário: