quinta-feira, 11 de abril de 2019

Assassinos do radialista Gleydson Carvalho são condenados


Thiago Lemos  foi condenado a 27 anos e 4 meses. Gisele Souza e Regina Lopes  a 23 anos e 4 meses.



Durou mais de 10 horas o julgamento dos primeiros acusados de participação no assassinato do radialista Gleydson Carvalho, ocorrido em agosto de 2015. O tribunal do Juri foi instalado no plenário da Câmara de Vereadores de Camocim por impossibilidade na estrutura do Fórum Alcimor Aguiar. 

Quatro anos após o crime Tiago Lemos de Sousa, Regina Rocha Lopes e Gisele do Nascimento foram julgados e condenados pelos crimes de assassinato duplamente qualificado e organização criminosa. Ao todo, 9 pessoas são acusadas na autoria e participação no crime que teve repercussão internacional. 

O juiz da Vara de execuções penais, Mikail de Andrade Torres condenou Gisele e Regina a 23 anos e 4 meses de prisão em regime fechado pelo crime de organização criminosa armada. Já Tiago, acusado de ser um dos pistoleiros que participou do crime, obteve a pena de 27 anos e seis meses de prisão pelo crime de homicídio duplamente qualificado combinado com organização criminosa. Ele encontra-se atualmente foragido da justiça. 

A sessão foi marcada por acirramento de debates entre acusação e defesa. Os três advogados de defesa dos réus tentaram o tempo todo, sem sucesso, desqualificar a tese do Ministério Público com o fim de inocentar Gisele e Regina do crime de organização criminosa. 

A defesa dos três criminosos recorreram da sentença da decisão a instancia de apelação em Fortaleza. 

Os demais envolvidos no crime serão julgados separadamente conforme determinar o curso do andamento do processo. 

Camocim Portal de Noticias 

Nenhum comentário: