sábado, 2 de fevereiro de 2019

Advogado Zenilson Coelho ressalta união da oposição. Grupo de Sérgio se desgasta ainda mais.

Na ocasião em que ocorrera a sessão solene de posse do deputado estadual Romeu Aldigueri, realizada ontem, sexta-feira (01), na Assembleia Legislativa do Estado do Ceara, o advogado Zenilson Coelho, que esteve presente no evento, publicou uma foto em seu Facebook em que aparece ao lado do deputado e de vereadores da oposição e outros nomes da politica de Camocim, com um texto que ressalta  a "a união de lideranças politicas da história de Camocim.

Ele diz ser "a favor da união de toda oposição" e de "todos que querem que Camocim volte a trilhar pelo caminho certo".

Zenilson Coelho é o idealizador do projeto "Doutores na Comunidade", que presta serviços voluntários - médicos, enfermeiros, assistentes sociais, advogados, dentre outros - para pessoas carentes da sede e das comunidades do distritos de Camocim.  

Presidente local do DEM, nas últimas eleições municipais, fez campanha forte em prol da candidatura do então partidário Zezinho da Rádio, que foi eleito mas que veio a romper a parceria em pouco mais de dois anos. Zezinho optou em permanecer aliado ao grupo de Sérgio Aguiar, enquanto o advogado aliou-se ao projeto do então ex-prefeito de Granja, o deputado estadual Romeu Aldigueri, que aparece no centro da foto, ladeado pelos vereadores e demais parceiros políticos. 

Projeto Aguiar desgastado

O grupo de Sérgio Aguiar, desgastado pelo governo de sua esposa, a prefeita Monica, teme pela união da oposição. Nos últimos anos ele vem perdendo aliados importantes. Os vereadores Dr. Ismael, Oliveira da Pesqueira e o próprio Zenilson Coelho são os exemplos mais fortes. Sem falar que, praticamente, todo o partido PCdoB, cuja as principais lideranças romperam nas vésperas da eleições estaduais com Sérgio, incluindo o Jornalista Jonnes Costa, que ocupou o cargo de Coordenador de Comunicação Social da prefeita e chefiou a pasta da Agricultura, Pesca e Meio Ambiente. 

Oliete Alexandrino, Amanda Coelho e Jarbas Ferreira ambos também ocuparam cargos do primeiro staff e também debandaram do grupo de Sérgio.

Além da perca de aliados importantes, Sérgio Aguiar não tem um nome de peso para indicar na disputa eleitoral de 2020 que seja  capaz de confrontar o nome da ex-primeira dama Euvaldete Ferro, esposa da principal liderança politica da oposição de Camocim, o ex-prefeito Chico Vaulino. 

Além dos naturais problemas de ordem politica e administrativa, pesa sobre os ombros dos líderes do clã Aguiar a prestação de contas com a Justiça. Eles estão sendo investigados por corrupção eleitoral e improbidade administrativa, ações que deverão resultar na perca de seus respectivos mandatos de deputado estadual e prefeita, com o direito a inserção de ambos na lista dos fichas sujas, mantando-os inelegíveis durante vários anos.

E cabe aqui ressaltar que; a simples movimentação dos processos, sem o trânsito e julgado, já significa um enorme prejuízo de ordem moral que colabora ainda mais para o desgaste da imagem, que certamente refletirá nas urnas.


Carlos Jardel

Nenhum comentário: