quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Momentos antes do irmão ser sepultado, Lula recebe autorização para ir a enterro

O presidente do Supremo Tribunal Federal (SFT), o ministro Dias Toffoli, autorizou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a ir ao enterro do irmão Genival Inácio da Silva, 79, conhecido como Vavá. Contudo, a decisão ocorreu minutos antes do sepultamento ser realizado, quando o cortejo já havia saído. Vavá foi enterrado sem a presença do petista. 

O irmão do ex-presidente faleceu na última terça-feira, 29, em São Paulo, vítima de câncer. Ele estava internado há uma semana, mas não resistiu à doença. 

Os advogados de Lula solicitaram à Justiça que o petista participasse do enterro do familiar. O argumento se baseou no artigo 120 da Lei de Execução Penal (LEP). O trecho afirma que presos podem obter permissão para sair da detenção, "mediante escolta", quando ocorrer falecimento ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente ou irmão.

O Povo Online

Nenhum comentário: