sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Autores de vídeo contra Nordestinos foram identificados


Circula nas redes sociais vídeo de dois homens proferindo comentários xenofóbicos contra nascidos no Norte e no Nordeste brasileiro. Autores são mineiros e já foram identificados. Um deles é Lucas Paolinelli Campos, sócio-proprietário de empresa de venda de pedras preciosas. Já o outro é Vinicius Silveira Raposo, servidor do Instituto Federal (IFMG) e aluno de doutorado da Universidade Federal (UFMG) do estado.
  
Nas imagens, Lucas Paolinelli diz que, com a vitória do agora presidente Jair Bolsonaro (PSL), os nordestinos “serão excluídos”. “Ele acabou de me mandar um WhatsApp, pessoalmente, e falou o seguinte: ‘Agora é faca na caveira’”, declarou em tom de chacota. Ele complementou ainda: “A gente não vai mais suportar esse pessoal de Acre, de Roraima… Esse pessoal do Norte”

O comentário é seguido pela fala de Vinicius Silveira Raposo, que está vestido com a camisa do Clube Atlético Mineiro. “Essa galera do Nordeste tem que parar de gastar o dinheiro que o Sudeste produz, porra”, vociferou.
  
Imediatamente, o IFMG Campus Bambuí – cidade distante 270 km da capital Belo Horizonte – lançou nota de repúdio após Vinicius ser identificado. “O IFMG está tomando as providências legais cabíveis em relação ao fato ocorrido envolvendo servidores de nossa instituição. Continuaremos lutando por uma educação inclusiva, livre de ‘amarras’ e pautada na ética, moral e civilidade”, escreveu.
  
Buscas pelos nomes
  
O vídeo causou bastante polêmica nas redes sociais, tanto é que usuários cooperaram em busca da identidade dos homens. Exemplo da nadadora Joanna Maranhão que, em seu perfil do Twitter, cobrou ajuda aos seus 54,9 mil seguidores. “Hora de expor, procurar onde trabalham e mostrar pro chefe”, comentou.

Nenhum comentário: