terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Prefeitura publica nota de esclarecimento mas não mostra provas de que não houve prejuízo

 Desafiamos a prefeita Monica Aguiar a apresentar o extrato bancário da saída e da volta do dinheiro, mostrando o crédito de volta. 


A prefeitura de Camocim publicou uma nota  tentando explicar sobre a fraude que sofreu na última sexta-feira (30), no qual foram transferidos ilegalmente dinheiro dos cofres públicos para golpistas. Em resumo, a prefeita diz que não "houve prejuízo ao município"  porque houve "bloqueio dos valores envolvidos". 

Ocorre que a nota de poucas linhas da gestora  é insuficiente para atender o clamor da população, que deseja ter certeza de que não ocorreu, de fato, prejuízo ao erário público. Neste sentido, desafiamos a prefeita Monica Aguiar a apresentar o extrato bancário da saída e da volta do dinheiro, mostrando o crédito de volta. 

Essa nota da  prefeita mostra apenas sua tentativa de obstruir a justiça, mentido e cometendo outra fraude, para acalmar o Ministério Público e a sociedade em geral. Isso não se sustenta. A prefeita precisa ser afastada até que a verdade dos fatos chegue de forma cristalina. 


"A Prefeitura Municipal de Camocim vem por meio desta, informar que as contas da Prefeitura sofreram uma tentativa de fraude, fato que vem sendo cometido por uma organização criminosa e que está sendo investigado pelas autoridades policiais.

Informamos que a Gestão adotou todas as medidas judiciais cabíveis junto ao Poder Judiciário do Estado do Ceará e da Polícia Civil, resultando no bloqueio dos valores envolvidos nas tentativas de transações financeiras, não tendo sido gerado nenhum prejuízo ao Município.

A Prefeitura Municipal de Camocim ressalta que os valores envolvidos nesta fraude não fazem parte dos recursos provenientes do FUNDEB, e sim de Recurso Próprio Municipal".

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Camocim

Leia também


Carlos Jardel

Nenhum comentário: