terça-feira, 18 de dezembro de 2018

MPF pede cassação de dez deputados eleitos pelo Ceará por crime eleitoral


O Ministério Público Eleitoral do Ceará pediu, até agora, a cassação de pelo menos sete deputados estaduais e três deputados federais eleitos pelo Estado neste ano. Em 37 ações na Justiça Eleitoral, o órgão acusa os parlamentares eleitos de uma série de crimes eleitorais, entre abuso de poder, condutas vedadas, gastos irregulares e até captação ilícita de votos.

Ao todo, possuem ações de cassação os deputados estaduais Aderlânia Noronha (SD), André Fernandes (PSL), Danniel Oliveira (MDB), Érika Amorim (PSD), Leonardo Araújo (MDB), Sérgio Aguiar (PDT) e Tin Gomes (PDT). Já os deputados federais alvos do MP são Eduardo Bismarck (PDT), Genecias Noronha (SD) e Idilvan Alencar (PDT).

Todos são acusados ou de conduta vedada ou abuso de poder e serão julgados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE). Além deles, os não eleitos Eunício Oliveira (senador), Dedé Teixeira (deputado estadual), Odécio Carneiro (deputado federal) e Diego Barreto (deputado estadual) também são alvos de ações e poderão ficar inelegíveis para eleições futuras.

Em duas das ações, o governador Camilo Santana (PT) aparece como acusado por abuso de poder político e econômico e por conduta vedada a agente público.

Confira os candidatos alvo de ações de cassação:

1) Aderlânia Noronha (SD) – Deputada estadual

2) Genecias Noronha (SD) – Deputado federal

3) André Fernandes (PSL) – Deputado estadual

4) Danniel Oliveira (MDB) – Deputado estadual

5) Leonardo Araújo (MDB) – Deputado estadual

6) Eduardo Bismarck (PDT) – Deputado federal

7) Érika Amorim (PSD) – Deputada estadual

8) Idilvan Alencar (PDT) – Deputado federal

9) Sérgio Aguiar (PDT) – Deputado estadual

10) Tin Gomes (PDT) – Deputado estadual

As informações são do Jornal O Povo

Nenhum comentário: