quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Pensei que fosse piada, mas, não é! secretário da saúde receberá titulo de cidadão camocinense

Entendi como uma piada, mas não foi. É realmente verdade! O economista, natural de Fortaleza,  e que ocupa o importante cargo de Secretário da Saúde do Município, Fernando Fernandes, foi um dos nomes que a Câmara de Vereadores aprovou para receber o titulo de Cidadão Honorifico de Camocim.  

Piada? Sim, pensei que fosse uma piada daquelas de mal gosto, contada apenas com o intuito de encher o saco dos camocinenses. 

É pra perguntar: qual o mérito deste secretário?, qual foi o relevante serviço prestado ao povo de Camocim?, resistir no cargo enquanto a cidade naufraga em problemas graves na área de saúde, com falta de medicamentos, agilidade nos atendimentos? - tem gente morrendo na espera do "básico do básico":  consultas, exames e  medicamentos. Tem gente que até desistiu de procurar "socorro" em Camocim para recorrer a cidade vizinha Granja. 

Qual é o serviço relevante deste secretário, que nem ao menos dialoga com os camocinenses sobre os problemas da saúde pública, que não apresenta medidas de superação?

E isso não é nada pessoal. Não é uma critica ao cidadão Fernandes. É uma critica à figura pública, ao secretário de governo, ao suposto critério adotado para indicá-lo a receber a cidadania camocinense - até porque não teria outro motivação. 

Penso que o gesto mais relevante que o secretário Fernando poderia vir a fazer, em favor do povo de Camocim, era pedir demissão. Isso sim seria um gesto de nobreza.

Voto contra

Em contato com o Revista Camocim, o vereador Marcos Coelho disse "não ter nada pessoal contra o secretário Fernando, porém, votou contra o projeto de cidadania camocinense ao secretário, justamente por considerar que o mesmo não prestou relevantes serviços ao município.

Atualizado às 14h13min

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: