quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Chaval - Processo é arquivado e vereadora Claudete Pinto escapa de cassação de mandato

Por cinco votos a dois, a vereadora da oposição de Chaval, Claudete Pinto (foto), que estava sendo investigada por esquema de compra de votos na última eleição da Mesa Diretora da Câmara, realizada em dezembro 2017, teve o processo arquivado durante a última sessão do Legislativo Municipal. 

O relator da Comissão Processante, vereador Júnior Cabeção, se manifestou pelo arquivamento do processo e foi seguido pelos votos de  Ítalo Pacheco,  Ricardo da Célia, Bola e a própria vereadora Claudete.

 As vereadores Fernanda Eduardo e Patrice Brito votaram pela cassação do mandato. Já o vereador Onofre Magalhães, o Nanóia, se absteve da votação.

A vereadora Claudete Havia sido afastada da função legislativa em agosto deste ano após recebimento de uma  denuncia na Câmara, acusando-a de ter participado diretamente de um esquema de compra e venda de votos na eleição para presidente do legislativo municipal em que a mesma disputou e perdeu para o vereador Dimas Filho.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: