terça-feira, 4 de setembro de 2018

Universitários de Camocim sofrem com falta de transporte, prefeita evita estudantes e privilegia sobrinha

Cerca de 40 universitários que estudam em Sobral são prejudicados diariamente



Antes de falar do caso vergonhoso de Camocim, vamos sugerir que a prefeita Monica se espelhe na gestão de Granja, que disponibiliza 4 (quatro) rotas  para os universitários que estudam em Sobral,  nos turnos manhã e tarde. Veículos modernos, confortáveis, com Wi Fi, ar condicionado. Todos os universitários são cadastrados sem privilégios, sem titularidade de poltrona,  sendo que a garantia do assento é por ordem de chegada, sem tumulto, sem drama, sem stress. 

Agora vamos para o sofrimento dos universitários de Camocim:

A prefeitura disponibiliza apenas dois ônibus, tão somente  para os estudantes dos cursos noturnos da UVA, UFC, INTA e Luciano Feijão. Os transportes partem diariamente, todas as tardes, da Praça da Rodoviária e já saem lotados com quem teve a felicidade de ganhar a titularidade de uma poltrona mediante cadastro na Secretaria de Educação. Enquanto isso, outros quase 40 (quarenta) ficam em determinado ponto da cidade esperando os ônibus sem a certeza de uma vaga. Estes são chamados de "caronistas", que diariamente ficam nos grupos de whatsapp  esperando a informação de desistência de algum universitário, para assim, um e outro, conseguir viajar sentado na poltrona do "titular" faltoso.

Assim, muitos jovens perdem aulas, provas, trabalhos e demais atividades acadêmicas, não tendo bom desempenho e ficando reprovados nas disciplinas. Isso sem falar no stress da peleja diária e do enfado da viagem desconfortável. 

E para quem trabalha estuda, a situação é ainda mais traumática. 

A situação, que já ultrapassou todos os limites, é do total conhecimento da prefeita Monica e do deputado Sérgio, que fazem descaso do problema dos jovens, se recusando a atendê-los em seu gabinete para ouvi-los. Inclusive, pedindo aos seus assessores que informe: "a prefeita viajou", mesmo estando em Camocim.

Alguns vereadores da prefeita, querendo tirar proveito da situação, tentam engabelar os universitários com o "papo furado" de que a prefeita "vai resolver o problema". Porém, caso não resolva, eles (vereadores) , com a maior cara de pau, irão disponibilizar um ônibus para os universitários pagar o frete mensalmente. 

Na realidade, se deduz, que eles (vereadores) estão torcendo para a prefeita não resolver de forma alguma  o problema, visando ganhar um 'troco' com o esquema de fretes.

Tem mais

Uma sobrinha da prefeita, que chegou praticamente ontem em Camocim, e passou a frequentar o ônibus, já foi privilegiada com a titularidade de uma poltrona. Nunca foi "caronista", furou a fila de espera, desrespeitou os mais de trinta universitários que esperam há anos por uma poltrona. Tudo na base da politicagem, do abuso de poder politico da prefeita e do deputado.

E tem mais

Existe a suspeita de que os dois ônibus, pelo menos é o que rola nos bastidores, pertence a um laranja de um dos parentes do deputado Sérgio Aguiar.

Justiça

Agora os universitários precisam denunciar a prefeita Monica ao Ministério Público. A Promotoria tem que  agir e garantir o direito dos universitários. Tem que denunciar o descaso nas emissoras de rádio, nas redes sociais, na Câmara de Vereadores. Precisam tornar público o problema e mobilizar a Justiça de Camocim. 

Ainda vamos falar desta assunto.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: