quarta-feira, 12 de setembro de 2018

A dupla Pacheco Neto e Ítalo Pacheco, sofre mais um processo por crime de improbidade sobre Quadra do Salgadinho.

O ex-prefeito Pacheco Neto e o Ex-Secretário Municipal do Esporte, Ítalo Pacheco, terão que responder na Justiça por mais uma denuncia de crime de improbidade administrativa cometido contra o Município de Chaval.  Desta vez a Ação Civil Pública impetrada contra os mesmos é referente à Quadra Escolar Coberta, com Vestiário, no Bairro Salgadinho, no valor de mais de meio milhão - R$ 509.860,18 (quinhentos e nove mil, oitocentos e sessenta reais e dezoito centavos), que, a exemplo das demais obras, não foi concluída. E o pouco que foi erguida foi abandonada pela gestão e completamente deteriorada. Além disso, o recurso financeiro destinado pelo Governo Federal, através do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação - FNDE, tomou rumo ignorado durante a gestão Pacheco.

O ordenador de despesa da Secretaria Municipal do Esporte, da época, Francisco das Chagas Perreira de Brito, também foi denunciado na mesma Ação Civil Pública. 

Alfinetada

Sobre o Garrincha

Ítalo Pacheco, que atualmente é vereador da Oposição de Chaval, é primo do ex-prefeito Pacheco Neto. Ele é considerado a personificação da Oligarquia Pacheco na Câmara. Recentemente foi mencionado no escândalo de compra de votos durante a última eleição da Mesa Diretora da Câmara Legislativa Municipal. 

Garrincha, como é conhecido o vereador, passa a incorporar a relação de Pachecos com processos na Justiça referentes ao seu péssimo desempenho de gestor de pasta pública municipal. 

Como parlamentar, não tem apresentado propostas e nem projetos relevantes, porém, tem dedicado seu tempo com criticas genéricas e levianas ao Executivo, alem de "arrotar" integridade e falsa moral. 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: