segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Cristãos na politica

Tenho ouvido muitas pessoas dizendo que o Cristão autêntico não deve se envolver na politica. No entanto, a Bíblia diz que: "Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado." Tiago 4:17. Como Cristão temos dupla nacionalidade, somos cidadãos do céu e da terra, e enquanto estivermos nesta terra temos responsabilidades para com nosso país e nosso povo.

Temos vários exemplos na Bíblia de grandes homens de Deus que agiram e se envolveram na política e vida pública: Moisés interviu na política do Rei Faraó para libertar os Hebreus da escravidão; °José foi governador do Egito, °Daniel, Sadraque, Mesaque e Abdenego participaram ativamente na política do Rei Nabucodonosor, ° Davi foi rei de Israel.

No Novo Testamento temos outros exemplos de homens de Deus: José de Arimatéia, discípulo de Jesus, por ser membro do Sinédrio teve acesso a presença de Pilatos para pedir o corpo de Jesus. No mundo em que vivemos cada ser humano ao nascer, tem seu nome registrado em um cartório tornado-se, de forma direta, em um ser político. A partir dos 16 anos o ser humano com seu voto decide quem fica e quem sai dos cargos políticos.

Não podemos ser omissos e permitir que os ímpios sem nenhuma base cristã dirijam nosso país e conduza nosso povo! Se permitirmos nos tornamos culpados. É inevitável que o Cristão não se envolva com a política!

O problema na verdade não é a política em si, mas a maldita corrupção que se entranha entre muitos, causando um grande mal a humanidade! Portanto, não podemos entregar nas mãos dos homens que planejam o mal contra o povo, aquilo que Deus não mandou entregar!

Política é a arte de direcionar, administrar, trabalhar para o bem comum da sociedade. "A religião pura e imaculada diante de nosso Deus e Pai é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições e guardar-se isento da corrupção do mundo." Tiago 1:27

Professora Aldacy
(Camocim-CE)

Nenhum comentário: