terça-feira, 21 de agosto de 2018

Alckmin confunde sua vice com a de Ciro Gomes

Candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin cometeu uma gafe nesta segunda-feira, 20. Em sabatina concedida à TV Record, o tucano confundiu o nome de sua vice, senadora Ana Amélia, com a senadora Kátia Abreu, que compõe chapa com Ciro Gomes (PDT).

Ao ser questionado sobre sua posição em relação ao machismo no Brasil e como combatê-lo, o ex-governador de São Paulo disse que “não há dúvida de que existe uma injustiça contra as mulheres”. Alckmin afirmou ainda que, em seu possível governo, o plano é “empoderá-las”. “Eu convidei para vice-presidente da República a senadora Kátia Abreu”, disse com ênfase.


Frações de segundos depois, ao perceber o equívoco, o candidato se consertou. “Aliás, perdão. (Convidei) A senadora Ana Amélia, uma das melhores senadoras do País. Credibilidade, respeitabilidade, uma pessoa seríssima”, assegurou o candidato, sem mudar o tom da resposta e da entrevista.

“Como é que a gente combate o feminicídio, a violência contra a mulher?”, continuou. “Não permitir impunidade. O quê que estimula o crime? É achar que não vai dar em nada, que a pessoa não ter punição”, explicou.
  
Alckmin informou ainda que é preciso um conjunto de atividades para área. “Investigação, prisão dos criminosos, equipes bem treinadas, aumentar as delegacias de defesa da mulher e apoio às mulheres”, projetou o tucano.
  
Pesquisa Ibope

O candidato tucano ao Palácio Planalto obteve 5% das intenções de voto em pesquisa realizada pelo Ibope, divulgada nesta segunda-feira. Na consulta, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece na liderança, com 37%, seguido por Jair Bolsonaro (PSL), 18%.
  
Empatados tecnicamente entre si e com Alckmin vêm Marina Silva (Rede) e Ciro Gomes (PDT), com 6% e 5%, respectivamente.

Nenhum comentário: