quarta-feira, 11 de abril de 2018

Vereador Marcos Coelho vota contra recomposição salarial de servidores do Município

O Vereador Marcos Coelho votou contra o Projeto de Lei 08/2018 de autoria do Poder Executivo Municipal de Camocim que concedeu reposição salarial aos servidores públicos municipais, através de aplicações de 3% (três por cento) sobre os vencimentos básicos dos mesmos, decorrentes da revisão gera, anua, tratadas na  Constituição Federal, para recompor perdas ocorridas da inflação oficial do ano de 2017.

De acordo com o projeto, aprovado pelos demais vereadores da Bancada de Situação e Oposição, a Lei não se aplica aos servidores do Grupo Ocupacional do Magistério, para quais os reajuste salarial se dá através de Lei especifica, da mesma forma que ocorre com servidores  cujo vencimento básico corresponde ao salário minimo. 

Ainda de acordo com o projeto, "as despesas decorrentes da Lei serão suportadas por dotações previstas no orçamento vigente, que poderão ser suplementadas se necessário. 

O projeto foi votado em Regime de Urgência, atendendo a solicitação do líder da prefeita, o vereador Emanoel Vieira. 

O Vereador Marcos Coelho, único a votar contra o projeto, justificou seu posicionamento alegando que a prefeita costuma enviar projetos para serem votados, "goela abaixo", sem tempo hábil para os vereadores discutirem com mais propriedade,  configurando-se falta de respeito.

Para o vereador, a medida deveria ser discutida em audiência pública pelo sindicatos representantes das categorias e pelo Secretário da Gestão Administrativas, até mesmo para saber se 

Já os demais vereador da Oposição, Juliano, Erasmo e Júlio César, apesar de registrarem repúdio ao ato da prefeita, de apresentar projetos para serem votados às pressas, sem amplo conhecimento dos edis, votaram a favor, por considerar que a matéria beneficiaria os servidores público municipais.

O Vereador Juliano considerou "pequena" a recomposição ao servidores e o vereador Erasmo garantiu que iria acompanhar o repasse.

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: