quinta-feira, 5 de abril de 2018

Novamente, prefeita Monica não assina contrato de rateio com Consórcio Público de Saúde e deixa Município inadimplente.

Caso a prefeita não regularize a pendência, o Consórcio será obrigado a paralisar os serviços e executar a divida na Justiça.



A prefeita  Monica Aguiar ainda não assinou o contrato de rateio com o Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Camocim referente a este ano (2018). Os prefeitos de Granja, Martinópole, Barroquinha e Chaval já cumpriram com suas devidas obrigações, assinando o contrato e repassando os valores conveniados. Já a prefeita de Camocim mantém o costume, deixando o Município inadimplente referente aos meses de Janeiro, fevereiro, março e abril, comprometendo os serviços oferecidos à população pela Policlinica e CEO Regional.

Apesar da divida de Camocim, motivado pela falta de compromisso da prefeita, o Consórcio garantiu o atendimento aos camocinenses, contudo, caso a prefeita não regularize a pendência, o Consórcio será obrigado a paralisar os serviços e executar a divida na Justiça.

A história se repete.

No ano passado, 2017, no mês de maio, o presidente do Consórcio, Francisco Fontenele Júnior, prefeito de Martinópole, publicou uma nota informando que Monica Aguiar era a única prefeita da Microrregião que, até aquela data, ainda  não havia assinado o contrato de rateio financeiro com o Consórcio que administra a Policlínica e o CEO Regional de Camocim. Na nota, ele informava os motivos e as consequências de tamanha irresponsabilidade da gestora. Relembre o caso AQUI. 

Em tempo:  Desde que perdeu a presidência do Consórcio, a prefeita Monica  vem tentando boicotar a administração da entidade pública, dificultando ao máximo os repasses financeiros,  o que consequentemente prejudica diretamente as pessoas que precisam dos serviços públicos de saúde. 

Carlos Jardel

Nenhum comentário: