segunda-feira, 9 de abril de 2018

"Manda esse lixo janela abaixo ai", diz homem em gravação do voo de Lula


Uma gravação, registrada a partir da comunicação via rádio durante o voo que levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de São Paulo para Curitiba, revela uma série de ofensas contra o petista durante o trajeto. Um homem, ainda não identificado, pede a equipe da aeronave jogue o ex-presidente pela janela. O áudio, em que o Correio teve acesso, foi capturado durante uma conversa entre os pilotos do monomotor que fazia o transporte do político e controladores de voo da Torre Bacacheri, localizada na capital paranaense.

O diálogo ocorreu pouco depois das 22 horas, quando a aeronave estava se preparando para pousar. Um dos controladores adverte os envolvidos em uma conversa anterior, que não aparece na gravação, onde um emissário pedia que o petista “não fosse devolvido”.

Após ser advertido e ouvir pedidos para que respeite os profissionais que estão envolvidos na operação, um homem diz: "eu respeito, mas manda esse lixo janela abaixo ai". Procurada pelo Correio, a Força Aérea Brasileira confirmou a veracidade da gravação. Em nota, a FAB informou que o áudio é da frequência utilizada pelo avião que transportava o ex-presidente Lula. No entanto, de acordo com a instituição, a frequência de rádio utilizada para as comunicações aérea é aberta e “quem estiver conectado pode ouvir e falar, seguindo as regras de tráfego aéreo, devendo utilizar a fraseologia padrão e se identificar”.

A Força Aérea não informou se o caso será investigado. Mas adiantou que o usuário citado “se valeu do anonimato” e informou, por meio de nota, que "as referências ao ex-presidente não foram emitidas por controladores de voo". "As frequências utilizadas para essas comunicações aureonáuticas são abertas. (...) Lamentavelmente, nas gravações em questão, as frequências foram utilizadas de modo inadequado por alguns usuários que se valeram do anonimato para contrariar essas regras".

Leia a transcrição do áudio:

Interlocutor 1: “Atenção aos colegas na folia, vamos tratar somente o necessário. Vamos respeitar o nosso trabalho”.

Interlocutor 2: "eu respeito, mas manda esse lixo janela abaixo ai".

Controladora de tráfego aéreo: “pessoal, a frequência, ela é gravada e pode ser usada contra a gente. Então mantenham a fraseologia padrão na frequência, por gentileza. Quem está falando agora é a Torre de Bacacheri, por gentileza mantenham a fraseologia padrão”.

Veja a íntegra da nota da FAB:

A comunicação apresentada é verdadeira e ocorreu na frequência da Torre Bacacheri em Curitiba (PR) na noite de sábado (07/04), conforme indica a orientação da controladora de tráfego aéreo no áudio.
Ressalva-se que a frequência utilizada para essas comunicações aeronáuticas é aberta. 

O objetivo é que todos na sua escuta tenham consciência do que está ocorrendo no tráfego aéreo, condição importante para manutenção da segurança operacional.

Quem estiver conectado pode ouvir e falar, seguindo as regras de tráfego aéreo, devendo utilizar a fraseologia padrão e se identificar. Lamentavelmente, na gravação em questão, a frequência foi utilizada de modo inadequado por alguns usuários que se valeram do anonimato para contrariar essas regras.

Nenhum comentário: