segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Escola de samba Paraíso do Tuiuti coloca "manifestoches" na tela da Globo.


Em um desfile histórico, a escola de Samba Paraíso do Tuiuti, do Rio de Janeiro, fez uma dura crítica social e política ao desfilar tendo como enredo a escravidão. Em uma transmissão tensa e cheia de omissões e silêncios propositais, a emissora tentou diminuir o impacto da apresentação da escola, mas não conseguiu esconder momentos como a ala crítica aos manifestantes manipulados, que ficaram conhecidos como "coxinhas", representados por fantoches com a camiseta da CBF, em um pato amarelo e batendo panela, além de várias referências à luta pelos direitos trabalhistas (CLT) e o ápice do desfile: um vampiro com a faixa presidencial, que levou à plateia aos gritos de "Fora Temer". Ao final, já no estúdio, a emissora cortou o microfone do puxador conforme o canto ganhou força ao vivo, transmitido para milhões de brasileiros. Um momento histórico da televisão brasileira!

(Mirim Borges)

Nenhum comentário: