segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Multidão comemora virada do ano no Aterro da Praia de Iracema

Uma multidão de pessoas fez, em uníssono, a tradicional contagem regressiva da virada do ano no Aterro da Praia de Iracema, em Fortaleza. A festa animada por mais de dez atrações iniciou com o sol se despedindo de 2017, às 17 horas, e está prevista para se encerrar com o primeiro sol de 2018. 

 Não há, ainda, número oficial de quantas pessoas participaram da festa. Em cima do palco, os cantores se referiam a "mais de um milhão de pessoas", mas a quantidade deve ser ainda maior, levando em conta que público se dividia entre a areia do Aterro, as ruas dos arredores e as sacadas de hoteis e apartamentos da orla.  

 Quem queria ficar perto do palco teve de chegar cedo. Foi o caso da artesã Zira Sousa, que foi com toda a família para a festa pela segunda vez. Como no primeiro ano não conseguiu curtir tao bem as atrações, dessa vez chegou às 16 horas. "Valeu a pena Para mim, foi o melhor réveillon porque conseguiu chegar perto", comemora. "Até agora, o que (show) mais gostei foi do (Wesley) Safadão, mas espero ficar até o fim para amanhecer o dia na praia".

Atrações

Gustavo Serpa, Felipe Adjafre e Fábio Carneirinho abriram os shows, sendo seguidos por Marcos Lessa. O cantor Luan Santana, que já tem cadeira cativa no réveillon da Capital cearense, subiu no palco cedo, por volta nas 19h20min.

O DJ Alok, que não cobrou cachê para animar a multidão, veio em seguida, abrindo espaço para a atração mais cara do show: Wesley Safadão. O forrozeiro apostou em novos hits e tirou selfies com fãs em cima do palco. De lá, ele seguiu para a festa do Marina Park, com público estimado de 5,5 milhões de pessoas.

Xand Avião foi o último a cantar antes da queima de fogos. Ele misturou músicas do novo repertório com as já consagradas do Aviões do Forró, banda que dividia com Solange Almeida. Quem comandou a queima de fogos foi o ator e humorista Tirullipa. No momento da virada, poucos abraços e muitas selfies e câmeras voltadas para o céu.

Simone e Simaria, Capital Inicial, Selvagens à Procura da Lei e Chico Pessoa tocam em seguida. Quem encerra a festa são os blocos Luxo d’Aldeia e Unidos da Cachorra, prenunciando que, em menos de dois meses, as ruas se enchem e se pintam novamente para o carnaval.

Redação O POVO Online

Nenhum comentário: