sábado, 27 de janeiro de 2018

Ex-prefeito de Granja é absolvido da acusação de ter falsificado a voz de Lula

A informação foi dada pelo próprio ex-prefeito de Granja, Romeu Aldigueri, através de postagem no Facebook:

"É com grande alegria que informo que, passado 9 anos da eleição de 2008, em que disputei o cargo de Prefeito com o apoio do Partido dos Trabalhadores, fui absolvido da perversa e injusta acusação de ter falsificado a voz do Lula. À época, fui vítima de um massacre orquestrado por factoides políticos que tentavam a todo custo manchar minha honra. Hoje, passado tantos anos, eu recebo essa noticia com a alma leve e tranquila. Houve também a denúncia de calúnia eleitoral, no sentido de que eu teria tentado impor a culpa no meu adversário à época. Na mesma sentença que me absorve do crime de falsificação, a Exma. Juíza entende ter havido a calúnia. Considero a decisão inadequada, uma vez que já está inclusive extinto a punibilidade pela prescrição. Nesse sentido, irei recorrer dessa decisão, na certeza de que será reconhecido o equívoco. Aliás, registro que tal decisão não fere meus direitos políticos nem tem qualquer consequência sobre minhas atividades na vida pública. Digo isso porque, ciente de quanto já fui atacado nos últimos anos, sei que podem tentar fazer factóides disso também. Por fim, agradeço imensamente o apoio de todos que ao longo dos últimos anos, me apoiaram e confiaram na minha inocência, ora reconhecida pela Justiça! Obrigado a todos!"

Oposição

"Bastou eu ser absolvido após 9 anos da injusta acusação de ter falsificado a voz do Lula já começaram hoje com factoides usando pessoas desqualificadas em grupos de Whats e faces com montagens absurdas de print do print do print de pessoas que nunca vi e nem conheço, e que qualquer estudante de informática edita e manipula. O desespero da combalida e corrupta oposição de Granja aliada aos poderosos que mandam na região há décadas é enorme. Podem tentar rsrs usar todo tipo de montagem, fakes e desocupados que querem aparecer para me atacar. A minha resposta é trabalho!"

Nenhum comentário: