terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Tianguá - Amigos de Gabriel afirmam: ele morreu vitima da homofobia. Foi espancado após ter assumido ao pai sua homossexualidade

A Polícia Civil investiga a morte de Gabryel Schneyder Ribeiro Magalhães, 16 anos, em Tianguá, cidade que fica a cinco horas de Fortaleza, no Ceará. O garoto morreu após uma discussão com o pai, na quarta-feira (20).

Em um post no Facebook, Aurelidia Ramos, avó materna do adolescente, escreveu que o neto sofria frequentes agressões físicas e psicológicas. “Não precisava de tantas agressões físicas e psicológica morreu apanhando”, disse a avó. Em outra publicação ela pede perdão por “não ter chegado a tempo”.

Amigos de Gabryel, que era conhecido nas redes sociais por ser fã da cantora Selena Gomez, afirmaram que o adolescente morreu vítima de homofobia. Eles subiram a hashtag #RIPGabryelSelenator no Twitter para denunciarem a morte do garoto. Gabryel teria recentemente revelado ao pai que era homossexual. Veja AQUI



De acordo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a polícia ouviu os parentes do adolescente que confirmaram que ele passou mal após um conflito familiar. Gabryel foi socorrido para uma unidade de saúde, mas não resistiu. Ainda segundo a pasta, o corpo não apresentava sinais aparentes de violência e foi encaminhado para exames periciais na sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) eo resultado não foi concluído.

Fonte: R7

Alfinetada

da Página Quebrando o Tabu: "Gabryel tinha 16 anos e morava no interior do Ceará. Ele criou coragem pra contar para o pai que ele era gay e morreu espancado.

Em um país em que o segundo colocado nas intenções de voto pra presidência diz que "ter filho gay é falta de porrada", isso não deveria nem nos assustar, né. É esse o país que queremos? "

Nenhum comentário: