quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Retrocesso na campanha de vacinação contra a raiva em Camocim

A informação que recebemos diz que neste ano a Secretária da Saúde de Camocim não  atingiu a meta da vacinação contra a raiva. A situação é mais complicada ainda na Zona Rural. Algumas localidades, como por exemplo, no Guriú, onde existem mais de 300 animais, foram vacinados apenas cerca de 30 a 40 animais. Já na Pedra Banca o número não teria chegado a 10.  E sabe por que? Agora se alguém quiser vacinar seu cachorro ou gato tem que levá-lo ao local onde os agentes estiverem vacinando.  Diferente dos anos anteriores, em que durante a campanha, além dos pontos de vacinação fixa,  os agentes das endemias passavam de  "porta em porta" aplicando a medicação nos animais. 

Vale  lembrar que antes, os agentes ficavam  durante toda a semana nas localidades, sendo que para isso a secretária  fornecia todo o suporte, inclusive a alimentação e mais ajuda de custo.  Já neste ano eles estão indo para as localidades pela manhã e retornando pela parte da tarde.

Quantos animais vão ficar sem a vacina? 

Um dos agentes, revoltado com a impossibilidade de desempenharem um serviço de qualidade para a população,  indagou: "cadê o dinheiro que o Governo Federal mandar para fazer o serviço bem feito?".

O Secretário surdo e mudo da Saúde, por mais que seja provocado pela própria população, que é quem paga seu gordo salário, não se manifesta, n]ao diz o que está acontecendo, não dialoga com a população, não pede ajuda, não FAZ NADA!  Já deveria ter entregue o cargo - cargo não, bomba!.

Já a prefeita "Moca" Aguiar, é outra que se utiliza da imagem dos  santos, da santa - e as vezes até se faz de santa - para engabelar a população. Como se sua encenação teatral nos "altares" da vida resolvesse os problemas gritantes da cidade. 

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: