terça-feira, 17 de outubro de 2017

Prefeito de Martinópole reduz seu próprio salário em 30%, para ajudar a combater a crise financeira no Município

A época é de crise e a população brasileira está descrente de seus governantes, mas talvez isso não se aplique a Martinópole. Ciente da fragilidade das contas do município, o prefeito Júnior Fontenele (PSD) decretou a redução de seu próprio salário em 30%.

A medida também se aplica a outros funcionários do 1º escalão de seu governo, como o vice Valter da Paz, além de secretários municipais e demais funcionários comissionados e contratados.

"Foi uma queda muito grande na arrecadação que tornou essa medida necessária e urgente. Nossos servidores estão lidando com tranquilidade, tudo foi conversado com antecedência junto aos secretários e demais funcionários. É claro que ninguém gosta de perder parte da renda, eu mesmo não gostaria no lugar deles, mas todo mundo entende", disse o Prefeito Júnior Fontenele.

De acordo com o setor financeiro municipal, no segundo quadrimestre de 2017 a cidade de Martinópole amargou quedas constantes nas arrecadações sobre o que se havia projetado na Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO).

Para Júnior Fontenele, a medida tomada entristece, mas tem esperança que seja temporário para que possa rever os salários em uma situação melhor.

Tendo em vista a redução nos salários, confiante o gestor fala que a expectativa é que os servidores continuem empenhados em seus trabalhos.

“Da mesma forma que essa medida pra mim foi muito difícil, pra os servidores não foi nada fácil também, mas é uma coisa que já vínhamos conversando e falávamos que infelizmente teríamos que tomar essa medida. Foi necessário!! Com a equipe que a gente tem não teremos problema. Espero o mesmo empenho e dedicação e vamos todos juntos torcer para que isso seja passageiro”, concluiu o prefeito.

Por força da Lei fica também proibida concessão de horas extras para todos os servidores, assim como diárias e gratificações. Apenas casos excepcionais, devidamente justificados e deliberados através de portaria ou pessoalmente serão autorizados pelo prefeito.

Informações: Arilson Paiva


Nenhum comentário: