quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Prefeito de Barroquinha teve whatsapp clonado e golpistas estariam utilizando para pedir dinheiro emprestado.

"Informo que já estou providenciando o bloqueio do meu Whatsapp e tomando as decisões cabíveis para rastrear quem realizou este ato criminoso", informou o prefeito de Barroquinha, Professor Ademar .

O prefeito de Barroquinha foi vitima de um novo golpe que já tem feito várias vitimas em outras regiões do Brasil. De acordo com reportagem do G1 da Globo, o golpe acontece "com a ajuda de funcionários de operadoras de telefonia, os falsários conseguem clonar as contas (...) Revelado pelo Fantástico, em reportagem produzida pela RBS TV, o esquema consegue tirar do ar o celular da vítima e assim assumir a conta e enviar mensagens aos seus amigos e parentes, solicitando transferências bancárias. Foi o que aconteceu em um grupo de conversas de cardiologistas nesse aplicativo. Pensando estar recebendo mensagens do pai, duas filhas de um desses médicos perderam  R$ 1,8 mil (...)

Confira a reportagem completa do G1 AQUI  e abaixo a nota do professor Ademar

A nota 

"Hoje, dia 25 de outubro de 2017, por volta das 14h (horário de Brasília), fui contactado por pessoas próximas, acerca de conversas de teor duvidoso no Whatsapp. Ocorre que, golpista entraram em contato com os secretários da minha gestão, utilizando meu número, meu nome e meu cargo de prefeito do município de Barroquinha para pedir dinheiro emprestado, via transferência bancária. De acordo com o relatado e os prints abaixo, o golpista perguntava se a pessoa tinha aplicativo do Banco do Brasil e indicava uma conta para que fosse depositado o valor. Estranhando a conversa, as vítimas tentaram ligar para o meu número que estava transmitindo a mensagem, porém, segundo contam, este estava desligado, por isso telefonaram para outra linha, a qual atendi e fui informado sobre o golpe, assim, neguei todo o ocorrido e deixei claro que não deveria ser feito qualquer transação bancária em meu nome. Diante da situação, entrei em contato com a operadora OI, responsável pela linha prejudicada, gerando o protocolo de número 201700195246979, esta informou que nada podia fazer, indicando como responsável pela diligência o Whatsapp. Diante da situação exposta, resta informar que, nunca requeri depósitos bancários por meio do referido aplicativo, muito menos divulguei meus dados para terceiros estranhos, a verdade é que, golpistas usaram de minha posição para tirar proveito, causando-me diversos danos. Informo que já estou providenciando o bloqueio do meu Whatsapp e tomando as decisões cabíveis para rastrear quem realizou este ato criminoso".

Nenhum comentário: