segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Oposição de Barroquinha se esfacela nas urnas, em suas estruturas e caminha rumo ao ostracismo. Enquanto isso, Valdécio ganha novo espaço.

São muitos os sinais que comprovam  que o projeto de oposição de Barroquinha, apadrinhado pelo deputado estadual Sérgio Aguiar, está beirando o ostracismo politico. Depois de consecutivas derrotas, nas urnas, o grupo passa a não mais gerar tanta credibilidade, inclusive dentro de suas principais fileiras de articulação. Como  foi o caso do então ex-vereador Valdécio Rocha, forte liderança politica, que exerceu mandato por quatro vezes, chegando a ser presidente da Câmara, até então o vereador mais bem votado do grupo e considerado um dos mais fieis ao projeto que, por hora, se esfacela na lógica do "deus dará". Porém, por falta de reconhecimento e de valorização, além da centralização das ideias e tomadas de decisões, que apontavam o amadorismo politico, dentre outras questões ainda não reveladas,Valdécio resolveu romper com o grupo comandado pelo então ex-prefeito Jaime Veras e apoiar o projeto ascendente do ex-prefeito de Granja, Romeu Adigueri, pré-candidato a deputado Estadual, que tem se articulado fortemente com as principais lideranças políticas da região. 

Assim caminha a oposição de Barroquinha, sem estrategias, visivelmente perdida, que nem cego em tiroteio. Dando claros sinais que a coisa não vai bem  e que a tendência não é melhorar, e sim piorar...

Carlos Jardel

Nenhum comentário: