quinta-feira, 21 de setembro de 2017

FUTURO DE MICHEL TEMER NAS MÃOS DA CÂMARA

Pela segunda vez em menos de três meses, o futuro do presidente Michel Temer (PMDB) está nas mãos da Câmara dos Deputados. Com sete votos contrários à petição da defesa do peemedebista, o Supremo Tribunal Federal decidiu ontem que a denúncia da Procuradoria-Geral da República, por obstrução de justiça e organização criminosa, será encaminhada à Câmara para início da tramitação.

Votaram contra o pedido da defesa de Temer os ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski, formando maioria. Ainda faltam votar três ministros na sessão adiada para hoje: a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia; o decano da Corte, Celso de Mello; e Marco Aurélio Mello.

Nenhum comentário: