terça-feira, 19 de setembro de 2017

CAMOCIM-CE: MULHER ENCONTRADA MORTA NO MÊS DE ABRIL DENTRO DO MERCADO PÚBLICO NÃO TEVE MORTE NATURAL, ELA FOI ASSASSINADA

Com o caso confirmado, Camocim passa de 10 para 11 os casos de homicídios no município.


No dia 19 de abril deste ano uma mulher foi encontrada morta e seminua no interior do mercado público de Camocim trata-se de Maria Aurilene do Nascimento, 30 anos, mais conhecida como “Muriçoca”, natural de Morrinhos e residente em Camocim na Vila Pantanal, bairro Coqueiros.  Na época as autoridades ficaram na dúvida se o caso era de morte natural, já que a vítima era alcoólatra e usuária de drogas, ou se havia sido homicídio. Segundo uma fonte do blog, cerca de 30 dias depois saiu o resultado do laudo pericial e apontou que a vítima teria sido morta por estrangulamento e que possivelmente tenha sofrido abuso sexual. Com mais esse caso Camocim passa de dez para onze os casos de homicídio no município. A Polícia Civil de Camocim investiga o caso na tentativa de elucida-lo.

Reveja a matéria postado na época com exclusividade pelo blog Camocim Polícia 24h

“Por volta das 06h40 da manhã desta quarta-feira, 19, populares perceberam que uma mulher estava aparentemente dormindo na parte interna do mercado público de Camocim e o que chamou a atenção foi que ela estava seminua. Estranhando a situação, algumas pessoas foram verificar o caso e perceberam que na realidade a mulher estava morta. Trata-se de uma alcoólatra e usuária de drogas que vivia como “pedinte” perambulando nos bares do mercado público e identificada como Maria Aurilene do Nascimento, 30 anos, mais conhecida como “Muriçoca”, natural de Morrinhos e residente em Camocim na Vila Pantanal, bairro Coqueiros.A polícia foi acionada e constatou a veracidade das informações. Uma equipe do Ronda do Quarteirão se encontra no local aguardando a chegada da Perícia Forense e do rabecão do IML de Sobral. Segundo informações nos repassadas pela polícia, a vítima estivesse seminua e com alguns “vermelhões” no pescoço.

Camocim Polícia 24h
Foto: MGLG 

Nenhum comentário: