segunda-feira, 28 de agosto de 2017

ÍNDIO SOFRE QUEIMADURA DE 3° GRAU EM ATENTADO EM MARACANAÚ

O indío Maurício Alves Feitosa foi espancado e teve o corpo queimado na madrugada deste domingo, 27, na Aldeia Central do Povo Pitaguary, em Maracanaú. Segundo Neto Pitaguary, que trabalha no posto de saúde da comunidade, Maurício pediu ajuda por volta de 3h após dois homens, ainda não identificados, o espancarem com chutes e socos, e atearem fogo em seu corpo. 

Maurício, também conhecido como Mazim, foi levado ao Hospital de Maracanaú e, em seguida, encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, onde está internado com queimaduras de 3º grau nos braços, nas pernas e na região lombar, segundo Neto.

A casa onde o índio mora, localizada no bairro Santo Antônio, também foi atingida pelo fogo. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal (PF). 

De acordo com a delegada plantonista da PF, Carla Sampaio, haverá reunião com a Funai nesta tarde. Em seguida, será realizada perícia na aldeia. A PF no Ceará deverá apresentar nesta segunda-feira, 28, os primeiros resultados da investigação de tentativa de homicídio.

Não há informações sobre o estado de saúde de Maurício e o motivo do crime. 

O Povo

Nenhum comentário: