segunda-feira, 7 de agosto de 2017

ASSASSINATO DE GLEYDSON CARVALHO COMPLETA 2 ANOS SEM PUNIÇÃO DOS CULPADOS


Neste domingo (06 de agosto), fazem exatos dois anos da morte precoce do radialista Gleydson Carvalho. Executado fria e barbaramente dentro do estúdio da Rádio Liberdade Fm em Camocim, onde apresentava seu programa jornalistico, em 06 de agosto de 2015, por volta das 12:40, o crime chocou a sociedade camocinense e mobilizou toda a categoria da imprensa brasileira a repudiar tal ato cruel.

Para destacar as inúmeras homenagens direcionadas a Gleydson, em 2016 o radialista foi lembrado em um memorial em Washington, nos Estados Unidos, ao lado dos cartunistas do jornal Francês Charlie Hebdo, vítimas de ataque terrorista na França, e outros 25 jornalistas assassinados em todo mundo no mesmo ano de 2015. 

As homenagens póstumas são consideradas um símbolo do combate ao ataque à liberdade de expressão e imprensa, garantias universais dos indivíduos e em especial dos profissionais que atuam na área independente de sua nacionalidade. 

O Ministério Público do Ceará - MPCE, por meio do Promotor Evânio Pereira de Matos Filho, indiciou pelo menos 9 pessoas envolvidas no crime do radialista, sob acusação por homicídio duplamente qualificado e organização criminosa armada. A maioria se encontram presos preventivamente, entre eles um dos executores. 

O dia de hoje, rendeu homenagens de vários ouvintes de Gleydson, amigos e companheiros de trabalho na internet, em postagens de lembranças e pedidos de justiça. 

André Martins/CPN

Nenhum comentário: