sexta-feira, 7 de julho de 2017

NO CEARÁ: JUSTIÇA SEM SENTIMENTOS

A Associação Cearense dos Magistrados, por meio do seu presidente, juiz Ricardo Alexandre, afirmou que a Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará age contra a proposta de extinção de 34 comarcas mais por “motivos sentimentais” do que por argumentos técnicos. O presidente da OAB/CE, Marcelo Mota, em nota envidada para esta Vertical, reagiu: “Se desejar um Judiciário cada vez mais próximo do sertanejo, se desejar o amplo acesso do pobre ao Poder Judiciário do Estado, se desejar um juiz titular presente em cada comarca, e nos fóruns de segunda a sexta-feira, se desejar um Judiciário eficiente e célere for ser sentimental, a OAB Ceará é, sim, sentimental.” E complementa: “Talvez o que falte à Justiça do Ceará seja exatamente isso: mais sentimento.”

Da vertical do Jornal O Povo

Nenhum comentário: