sexta-feira, 9 de junho de 2017

ALFINETADA

Dos cinco municípios que compõe o Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Camocim, e que estão colaborando financeiramente mediante  protocolo de contrato de rateio, apenas a prefeitura de Camocim, através de Monica Aguiar, é a unica que está inadimplente, devendo mais de meio milhão de reais. Somente no mês passado, por força de pressão popular, depois do escândalo público,  foi que ela (prefeita)  resolveu assinar o contrato, e ainda colocando a condição de nomeação de sua cunhada - aquela irmã do Sérgio Aguiar que responde na Justiça por fraude do SUS-. Mas, como se toda esta demora e  a inadimplência de mais de meio milhão  não fosse o suficiente para prejudicar a eficiência do serviço de saúde,  o grupo patrocinado pelo deputado Sérgio Aguiar resolveu investir em mentiras divulgadas nas redes sociais através de seus adoradores. Eis algumas: 

Primeira inverdade: 

A comentarista tenta tirar da reta a responsabilidade da gestora Monica, insinuando que a mesma não tem culpa pois já teria assinado o contrato de rateio. Ela apenas esqueceu de informar que Monica Assinou, contra a vontade, o bendito rateio apenas no mês passado ( e mesmo assim ainda não repassou)  e os meses anteriores, que não foram pagos,  a Sefaz não tem como repassar. Ou seja: continua a dividade com cheiro de calote na saúde pública.

segunda inverdade:


Essa é ainda mais  inverídica ! Vejamos: ontem mesmo a prefeitura de Granja fez o repasse do rateio com o referido Consórcio de Saúde da Microrregião. Teve algum problema? Resposta: não! 

Resumindo: a prefeita não pagou o rateiro por pura irresponsabilidade e por "embirra politiqueira", pelo fato de ter perdido a direção do Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Camocim, que deve ter lhe servido nestes últimos anos apenas para uso da politicagem. 

Carlos Jardel 

Nenhum comentário: