terça-feira, 2 de maio de 2017

PASSOU BATIDO

Em Camocim, por exemplo, sequer o PT, Partido dos Trabalhadores, publicou uma nota enaltecendo os trabalhadores  e trabalhadoras, ou até mesmo, quem sabe, fazendo juras de amor eterno nesta data mais do que emblemática. 

No geral, em Camocim, os partidos que passaram a existir emergindo na luta dos movimentos populares, no diálogo militante com a população, estão apenas carimbando a clara dificuldade de comunicação com o povo. Se pouco, ou nunca existiu este diálogo, agora é que bem mesmo não existe, justamente por que os partidos enfrentam a grave crise da falta de credibilidade.

Carlos Jardel

Nenhum comentário: