quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

PRESIDÊNCIA DA AL: DOMINGOS PERDE ALIADOS E CANDIDATURA DE SÉRGIO AGUIAR SE FRAGILIZA

O rompimento dos irmãos Cid e Ciro e do Governador Camilo Santana com o ex-vice-governador e conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Domingos Filho, respingou diretamente na candidatura do deputado Sérgio Aguiar (PDT) à Presidência da Assembleia Legislativa.

Uma sucessão de reuniões, na tarde e noite desta quarta-feira, comandadas por Cid, Camilo e pelo prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, resultou na adesão de votos ao presidente da Assembleia Legislativa, José Albuquerque. Albuquerque concorre à reeleição.

Domingos perdeu aliados e Sérgio Aguiar viu sumirem votos entre parlamentares considerados seguros. As defecções acontecem poucas horas antes da eleição que começa a partir das 11 horas, desta quinta-feira, no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa.

A contabilidade de Domingos Filho que se articulou com o presidente do TCM, Chico Aguiar, pai de Sérgio, na contagem dos votos mudou nas últimas horas. Domingos perdeu o controle dentro do bloco partidário liderado pelo PSD e pelo PMB – siglas presididas respectivamente pelo seu filho Domingos Neto e pela sua esposa Patrícia Aguiar. O bloco tinha (ou tem) ainda presença do PC do B, PRP e PEN.

Os nomes dos deputados que decidiram abandonar a candidatura de Sérgio Aguiar e optaram pelo nome de José Albuquerque passam pelo PSD, PMB, PEN, PC do B e PMDB. Os deputados estaduais Osmar Baquit (PSD), Audic Mota (PMDB), Agenor Neto (PMDB) e Daniel Oliveira (PMDB) participaram de reuniões com as principais lideranças estaduais do PT e PDT. Domingos ficou surpreso com a mudança de rota de alguns deputados, enquanto Sérgio Aguiar estampava no semblante a preocupação de perda repentina de votos.

Ceará Agora

Nenhum comentário: