segunda-feira, 7 de novembro de 2016

NO DIA DO RADIALISTA LEMBRAMOS DO IMORTAL GLEYDSON CARVALHO

Hoje, Dia do Radialista, aproveitamos para lembrar do companheiro Gleydson Carvalho, cuja vida foi ceifada criminalmente durante o exercício da profissão, de forma covarde e traiçoeira, não apenas por quem apertou o gatilho do revolver direcionado para sua cabeça, mas por quem o queria ver silenciado eternamente - e pelo visto não eram poucos - , certamente eram peixes graúdos, cuja as redes do nosso sistema policial e judiciário não conseguem capturar, deixando  a forte sensação de impunidade, fazendo valer a máxima que diz "Justiça, apenas para punir os pequenos". 

Gleydson foi morto com tiros na cabeça no dia 7 de agosto de 2015, em Camocim, no estúdio da Rádio Liberdade FM, no momento em que apresentava seu programa jornalistico diário. Sua morte provocou indignação internacional. Mas, apesar disso, há pouco mais de um ano, o estado brasileiro não fez justiça, não prendeu os mandantes do crime. O estado brasileiro e seu aparato amiudou-se, inclinou-se diante da força criminosa que deita e rola no Brasil, determinando o tempo de vida daqueles que não se submetem as convenções imorais que agridem o estado democrático de direitos, que suga dos pobres para alimentar os ricos.

Gleydson vive eternamente!

Carlos Jardel

Nenhum comentário: